Ligações rápidas

Horário de Funcionamento:
Segunda, Quinta e Sexta
15:00 / 20:00

Sábados e Domingos
11:00 / 18:00

 

 

Áreas Principais

 

 

MÁRIO DIONÍSIO
ENTRE PALAVRAS E CORES – alguns dispersos  (1937-1990)

capa Antologia  

54 textos de Mário Dionísio. 340 pp.

 

Selecção e organização: Clara Boléo, Cristina Almeida Ribeiro, Eugénia Leal, Jorge Silva Melo, Maria das Graças Moreira de Sá, Pedro Rodrigues, Regina Guimarães. Coordenação: Cristina Almeida Ribeiro.

 

Col. Mário Dionísio 1

 

Edição Casa da Achada – Centro Mário Dionísio / Livros Cotovia

 

Apoio: Direcção-Geral do Livro e das Biblotecas

 

PVP – 18€ Venda directa: 16€ Venda directa por correio: 16€

 

 

Índice

 

 

Nota introdutória
A propósito de Jorge Amado – II
O caminho de Casais Monteiro
A paleta e o mundo
Uma vitória da poesia de circunstância
Os escritores e a realidade
O princípio dum grande pintor?
A propósito dum livro de contos de Steinbeck
A tapeçaria e a França renascente
Jean Lurcat e a tapeçaria francesa
O pintor Marcel Gromaire
Pequenos-burgueses, romance de Carlos de Oliveira
Os caminheiros e outros contos, por José Cardoso Pires
Contra uma vida sem música
Palavras e cores
Courbet e Portinari
Eluard
O sonho e as mãos
O sonho e as mãos – II
Enfado ou prazer: problema central do ensino
Pavia e a sua lição
Um romance invulgar
Resende desiste?
José Júlio
A fonte
Portinari
Quem não sabe arte não na estima
Premio Camilo Castelo Branco.
Viver com os outros, de Isabel da Nóbrega
Lopes Graça e Vieira da Silva
A homenagem a Picasso (1)
Uma explosão de pintura e algo mais
A homenagem a Picasso (2)
Destruição, metamorfose ou talvez não
A homenagem a Picasso (3)
Adeus a Picasso?
Reencontro com Pomar
O cinema matou o romance?
A estruturação da novidade
O disco partido
Os encontros de Genebra
Um espelho confortável
Blow-up: segunda via
Que os jovens leiam este jovem
Prefácio a Barranco de Cegos
Ir ao povo
Trás-os-Montes: um acto de militância autêntica
O fascismo, a cultura e a TV
Discurso sobre Outubro
Uma arma chamada cultura
Legalmente assassinado
Bento de Jesus Caraça:
Um sonhador de realidades futuras
Um outro Goya e algo mais
Sem Rodrigues Migueis?
Contextos esquecidos
Literatura e pintura – um velho equívoco?
Memória do Joaquim
No fim duma época
Auto-retrato
Notas

5

9

13

25

33

37

41

48

52

58

66

72

78

84

89

94

100

105

113

126

146

152

159

164

166

171

176

 

182

197

 

205

 

212

 

219

226

229

232

235

238

241

244

248

252

263

270

273

279

290

300

 

304

313

318

324

330

345

348

350

353

 

André Spencer e F. Pedro Oliveira para Casa da Achada - Centro Mário Dionísio | 2009-2017