Ligações rápidas

Horário de Funcionamento:
Segunda, Quinta e Sexta
15:00 / 20:00

Sábados e Domingos
11:00 / 18:00

 

 

Áreas Principais

 

 

Centro Mário Dionísio

 

 

O Centro Mário Dionísio nasceu da vontade de tornar público o espólio literário e artístico de Mário Dionísio e o arquivo pessoal de Mário Dionísio e de Maria Letícia Clemente da Silva, professora, que com ele casou em 1940.

 

A dimensão e riqueza dos materiais e a sua diversidade (documentos, livros, quadros e outras obras de arte de Mário Dionísio, de Maria Letícia Clemente da Silva e de outros) levaram os familiares de Mário Dionísio a adquirir um imóvel em Lisboa, a que foi dado o nome de Casa da Achada, onde este espólio está a ser reunido, tratado e tornado público, sem o dispersar pelas instituições – museus, bibliotecas, centros de documentação, arquivos – que recebem doações e que habitualmente estão confinadas a uma só área.


Assim se facilitará o seu acesso e compreensão, o que não pode deixar de aumentar o seu interesse.

 

58 pessoas conhecedoras da sua obra e com experiências e saberes diversos, alguns deles especializados (familiares, amigos, familiares de amigos, colegas, ex-alunos, ex-assistentes, críticos que escreveram sobre a obra, historiadores da sua época) entenderam fundar uma Associação que pudesse construir e manter o Centro Mário Dionísio, preservando e tratando o espólio que está na sua origem, tornando-o um arquivo vivo e um motor de actividades que divulguem a sua obra e de outras iniciativas relacionadas com as questões que o percurso e a obra de Mário Dionísio põem, tão actuais hoje como ontem, nas áreas da literatura, da arte, do ensino, da história, da sociedade e da política.

 

Três ciclos sobre a obra de Mário Dionísio, anteriormente realizados, fornecem ao Centro de DocumentaçãoCentro importantes materiais.

 

Também grande parte do espólio literário já tinha sido inventariado, em 1995-1996, por Natércia Coimbra, arquivista do Centro de Documentação 25 de Abril da Universidade de Coimbra e por Maria Letícia Clemente da Silva.

 

Partindo de um arquivo que se quer vivo, a Casa da Achada-Centro Mário Dionísio é um pólo cultural da cidade de Lisboa, que começou por se integrar na vida da Mouraria, o bairro de Lisboa onde se encontra e que está a ser objecto de recuperação.

 

O Centro de Documentação abriu ao público em 29 de Setembro de 2009. A Biblioteca do Centro está catalogada e os documentos estão em parte digitalizados.

 

 

ir para Associação Casa da Achada-Centro Mário Dionísio

André Spencer e F. Pedro Oliveira para Casa da Achada - Centro Mário Dionísio | 2009-2017