Ligações rápidas

Horário de Funcionamento:
Segunda, Quinta e Sexta
15:00 / 20:00

Sábados e Domingos
11:00 / 18:00

 

 

Áreas Principais

 

 

para uma

BIBLIOGRAFIA

MÁRIO DIONÍSIO

 

voltar ao índice

BIBLIOGRAFIA ACTIVA

 

Textos de Mário Dionísio em jornais e revistas

2. ENTREVISTAS, MESAS REDONDAS

 

O que é o neo-realismo?, in O Primeiro de Janeiro,Porto, 3/1/1945

RI-DA-4-Doc84

C./ retrato de MD por Tereza Arriaga (1944). 2 exempl., 1 c./ subl. MD.

PACHECO, Luiz, Uma entrevista com Mário Dionísio, in O Globo, Lisboa, 15/4/1945

RI-DA-4-Doc83-001/003

C./ anot. ms MD. O A. refere esta entrevista em entrevista muito posterior (ver http://esplanar.blogspot.com/2005/05/). Faltam umas linhas no RI-DA-4-Doc83-002.

A literatura e o momento político, in Seara Nova n.º 945,Lisboa, 20/10/1945

RI-DA-4-Doc82

Respostas a perguntas c./ subl. MD.

Mário Dionísio fala-nos da pintura portuguesa de hoje, in Diário de Coimbra, Coimbra, 13/6/1949

RI-DA-4-Doc81-001/002

A propósito da exposição de pintura promovida pela Vértice c./ reprod. de óleo de MD «Maternidade».

Ribeiro, Mário Correia, «É muito bom que uma aula seja o contrário da luta surda entre o gato e os ratos…» – disse-nos o Senhor Dr. Mário Dionísio ilustre professor de literatura do nosso colégio, in Gente Moça n.º 8,Lisboa, Jan.-Fev.-Mar. 1953

PP054. A-Arm1-Cx.53-GM

 

«A arte precisa hoje mais do que nunca do interesse e estímulo do público» – diz-nos Mário Dionísio a propósito da conclusão da sua vasta obra «A Paleta e o Mundo»,in Diário de Lisboa,Lisboa, 4/1/1963

RI-DA-4-Doc71-001/002

 

Pereira, Arnaldo, Mário Dionísio fala-nos de «A Paleta e o Mundo», in Jornal de Notícias, Porto, 9/1/1964

RI-DA-4-Doc69

 

O problema é o de saber se o neo-realismo conserva a vitalidade criadora indispensável à expressão estética duma visão realista do Mundo ou se terá de ser superado por uma nova grande fase do realismo – declara Mário Dionísio, in Jornal do Fundão,Fundão, 26/1/1964

RI-DA-4-Doc68-001/002

 

AGUIAR, Sibila, MEIRA, Vítor, REBOCHO, Nuno, Mário Dionísio fala ao «Juvenil», in Diário de Lisboa – Suplemento «Juvenil»,Lisboa, 21/4/1964

RI-DA-4-Doc67-001/002

2 exempl.

NAMORADO, Joaquim, Mário Dionísio fala-nos do Prémio Internacional de Literatura de 1964, in Vértice,Vol. 24, n.º 248-249, Coimbra, Maio-Jun. 1964

PP001. A-Arm1-Ver

 

SALEMA, Álvaro, Mário Dionísio reencontra a poesia – caminhos antigos, caminhos novos, razões e expectativas do escritor, in Diário de Lisboa,Lisboa, 27/1/1966

RI-DA-4-Doc64-001/003

5 exempl.

Fonseca, Corregedor da, Mário Dionísio: o homem e o escritor, in Século Ilustrado,Lisboa, 19/2/1966, pp.18, 19 e 36

RI-DA-4-Doc63-001/003

2 exempl., 1 tem algumas linhas dact. por MD em falta na entrevista e correcções ms. MD.

RODRIGUES, Urbano Tavares, A evolução da minha poesia corresponde apenas a uma consciência cada vez maior do valor da linguagem na criação poética – diz-nos Mário Dionísio, ao publicar «Poesia Incompleta», in República,Lisboa, 16/12/1966

RI-DA-4-Doc62-001/002

2 exempl.

Escrever um poema para mim corresponde a uma necessidade interior e desabafo e do tentar dominar, conhecendo-a, uma força que tenta dominar-me – diz-nos Mário Dionísio,in Jornal do Comércio,Lisboa, 17/12/1966                

RI-DA-4-Doc61-001/002

Respostas a perguntas, antecedidas de notícia sobre a saída de Poesia Incompleta.

RAMOS, Mário Dias, Mário Dionísio: «A função da poesia? Tornar o homem cada vez mais homem»,in Diário Popular,Lisboa, 21/12/1967

RI-DA-4-Doc59-001/002

 

MASSANO, António José, Mário Dionísio: Romancista sem romances?, in Vida Mundial,Lisboa, 26/9/1969

RI-DA-4-Doc58-001/004

2 exempl. Publicado tb. em Notícias da Beira (9/11/69) – RI-DA-4-Doc55.

Horta, Maria Teresa, Encontro com Mário Dionísio, in A Capital,Lisboa, 29/10/1969

RI-DA-4-Doc56-001/004

 

MASSANO, António José, Mário Dionísio: Romancista sem romances, in Notícias da Beira,Lisboa, 9/11/1969

RI-DA-4-Doc55

Transcrição de entrevista saída na Vida Mundial em 26/9/1969.

CONRADO, Júlio, Mário Dionísio: «A opção maior é entre o reconhecimento da mudança e suas consequências práticas e a tentativa desesperada de contrariá-la, in Jornal de Notícias,Porto, 27/11/1969

RI-DA-4-Doc54-001/002

2 exempl.

Reforma(s) do ensino em questão, in Expresso, Lisboa, 20/7/1974

RI-DA-4-Doc51

Conversa c./ Mário Dionísio sobre a situação no MEC.

BAPTISTA, Jacinto, Mário Dionísio: «… tudo o que ponha em perigo a liberdade total da criação é francamente indesejável», in Diário Popular,Lisboa, 22/5/1975

RI-DA-4-Doc49

Entrevista-inquérito sobre o ofício de escrever c./ biobibliografia MD.

C., A., Mesa Redonda / A revolução cultural, in Jornal Novo, Lisboa, 15/7/1975, e 16/7/1975

RI-DA-4-Doc47-001/004 e Doc48-001/003

Participantes: Ramiro Correia, Natália Correia, Artur Portela, Eduardo Prado Coelho, MD.

ANDRADE, Pacheco de, Mário Dionísio ao «Diário Popular»: A necessidade de reestruturação vai de cima para baixo – Toda a televisão tem de ser alterada, in Diário Popular, Lisboa, 5/1/1976

A-APU-CO-D-RTP-Doc114

C./ chamada de 1.ª p: «TV antes do 25 de Abril: “uma obra de ajuda a um governo que governava contra a vontade do povo” diz Mário Dionísio ao “Diário Popular”». Entrevista a propósito da entrada de MD para director de programas da RTP c./ 2 fotos MD.

GIRALDES, Manuel, Mário Dionísio em entrevista a «Luta» – A RTP tem de ter uma posição contrária a sectarismos de qualquer espécie, in A Luta, Lisboa, 6/1/1976

A-APU-CO-D-RTP-Doc113

Entrevista a MD c./foto a propósito da entrada de MD para director de programas da RTP.

RAMOS, A. Duarte, Mário Dionísio – uma nova TV em Portugal?, in Tele-semana, Lisboa, 19-25/1/1976

A-APU-CO-D-RTP-Doc110

Entrevista a propósito da entrada de MD para director de programas da RTP c./ 6 fotos MD, uma a cores.

Mário Dionísio a «O Jornal» sobre a TV – Segundo programa deixa de ser um «saco de repetições», in O Jornal, Lisboa, 20/2/1976

A-APU-CO-D-RTP-Doc066

Entrevista c./ foto MD, a propósito da entrada para a RTP cocmo director de programas. Anot. ms. MD. Indicado no texto lugar onde falta texto. O texto que falta está colado dact. por MD na fl. do rec.

G., M., Mário Dionísio justifica a sua demissão – Fui absorvido por problemas administrativos, técnicos e burocráticos, in A Luta, Lisboa, 6/4/1976

A-APU-CO-D-RTP-Doc040

C./ foto MD.

Mário Dionísio: exemplo da demissão: «A TV é na verdade uma fábrica – mas de carácter muito particular», in Diário de Lisboa, 6/4/1976

RI-DA-4-Doc86; A-APU-CO-D-RTP-Doc020(incompleto); A-APU-CO-D-RTP-Doc036

Sobre a saída de MD da RTP. C./ foto.

Os erros dos que me são mais próximos nunca me farão cair nos braços do inimigo,in O Jornal,Lisboa, 13/10/1978

RI-DA-4-Doc42

Sobre a Conferência dos Intelectuais pela Paz (Wroklaw) onde MD participou.

SEABRA, Augusto M., Mário Dionísio: «Fui sempre anti-stalinista», in Expresso-

Actual, Lisboa, 24/4/1982

RI-DA-4-Doc32-001/002

2 exempl. (um é fotocópia).

VASCONCELOS, José Carlos, Mário Dionísio: memória da “terceira idade”, in JL, Lisboa, 25/5 – 7/6/1982

RI-DA-4-Doc30-001/005

Publicado na 1.ª p. 3 exempl.

Mário Dionísio – a obra e o homem, in Mestre Gil n.º 3,Lisboa, Abr. 1985

RI-DA-4-Doc28-001/004

Jornal copiografado da Escola Secundária Gil Vicente. 2 exempl.

ALVES, Eugénio, Mário Dionísio ao DL: «Ninguém conhece ninguém…», in Diário de Lisboa,Lisboa, 18/12/1986

RI-DA-4-Doc24

A propósito da publicação de Monólogo a duas vozes.

MARINA, Sara, Mário Dionísio – um monólogo a muitas vozes, in Boletim da Livraria Barata n.º4,Lisboa, Jan.-Fev. 1987

RI-DA-4-Doc19-001/003

 

Silva, Rodrigues da, O livro da nostalgia e da amargura, in Diário Popular, Lisboa, 27/1/1988

RI-DA-4-Doc17-001/003

Fotos de Vítor Ferreira Alves. 2 exempl.

LOUÇÃ, Francisco, Não se pode viver sem utopia, in Combate,Lisboa, Jul.-Ago. 1988

PP25. A-Arm1-Cx.47-COMB

Reeditada numa edição Combate, c./ texto de António Pita, em homenagem a MD, na altura da morte de MD. 3 exempl.

Silva, Rodrigues da, Retrato de um pintor desconhecido, in Diário de Lisboa, Lisboa, 7/11/1988

RI-DA-4-Doc14-001/002

Fotos de José Tavares (MD e quadros p&b). 2 exempl. da p. 25.

SERRANO, Miguel, LETRIA, José Jorge, Não percebo como é que se pode viver sem utopia, in O Diário,Lisboa, 10/12/1988

RI-DA-4-Doc13-001/007

 

Mário Dionísio: «Foi o puro prazer de contar que levou a melhor», in JL, Lisboa, 24/5/1989

RI-DA-4-Doc15-001/002

A propósito da publicação de A morte é para os outros. C./ excerto do conto «A sul do equador».

LETRIA, José Jorge, Mário Dionísio: um ócio criador, in JL,Lisboa, 24/10/1989,

RI-DA-4-Doc12-001/002

Fotos de Francisco Paraíso.

Trindade, Emília, O meu tema é o desejo de pintar, in Diário Popular, Lisboa, 26/10/1989

RI-DA-4-Doc11-001/002

Publicada no dia da inauguração da exposição de MD na Galeria Nasoni.

FALLORCA, Jorge, O mundo na paleta, in Diário de Lisboa,Lisboa, 26/10/1989

RI-DA-4-Doc10

Fotos de Francisco Paraíso. Publicada no dia da inauguração da exposição MD na Galeria Nasoni.

PACHECO, Fernando Assis, O amor louco de pintar, in O Jornal ilustrado,Lisboa, 27/10/1989

RI-DA-4-Doc9-001/003

Secção «Retratos falados»

França, Elisabete, Finalmente a exposição, in Diário de Notícias - DN-Magazine,Lisboa, 29/10/1989

RI-DA-4-Doc8-001/006

Fotos de Eduardo Tomé (MD e quadros); 2 exempl.

voltar ao índice de Bibliografia Activa

voltar ao índice

 

ir para a Mário Dionísio

André Spencer e F. Pedro Oliveira para Casa da Achada - Centro Mário Dionísio | 2009-2017